Algumas dicas para melhorar a imunidade de seus filhos

 

Inverno chegando e junto com ele toda variedade sem fim de germes e vírus  e a preocupação do que podemos fazer para proteger nossos filhos de tudo isso que estão expostos todos os dias.

Infelizmente, ficar doente quando somos crianças é impossível de evitar. “Todos nós entramos neste mundo com um sistema imunológico inexperiente”, diz Charles Shubin, MD, professor associado de pediatria da Universidade de Maryland, em Baltimore. Lentamente, as crianças preparam sua imunidade combatendo uma série contínua de germes, vírus e outros organismos  e é por isso que muitos pediatras consideram de seis a oito resfriados, surtos de gripe ou infecções de ouvido por ano, normais.

Mas existem hábitos saudáveis ​​que podemos adotar que poderão dar uma ajuda ao sistema imunológico dos nossos filhos. Então, aqui estão algumas dicas para ajudar o sistema imunológico das crianças, seguindo algumas dicas de estudo sobre o mesmo tema:

  • Aumente o tempo de sono.

Já foi comprovado que a privação de sono pode tornar as crianças mais suscetíveis a doenças, reduzindo suas células de defesa naturais, que ajudam o sistema imunológico a combater a infecção. A quantidade de sono que as crianças precisam depende muito da idade. Como regra geral, os recém-nascidos precisam de 18 horas por dia,  e crianças de três a doze anos, até 12 horas por dia.

  • Comida de Verdade.

Laranja, limão, brócolis, tomate, cenoura, couve, uva,abacate, morangos (só se forem orgânicos), maçã: Todos esses alimentos contem fitonutrientes como a vitamina C e carotenóides que podem aumentar a produção de glóbulos brancos que combatem a infecção e aumentam a imunidade.  Estudos mostram que uma dieta rica em fitonutrientes também pode proteger contra doenças crônicas como câncer e doenças cardíacas na vida adulta.

Tente fazer com que seu filho coma cinco porções de frutas e verduras por dia. Uma dieta saudável deve conter uma grande variedade de alimentos e não se concentrar em apenas um “superalimento mágico” . Portanto, certifique-se de oferecer aos seus filhos uma variedade de cereais integrais, carne, peixe, legumes, além das frutas e legumes mencionados acima.  Não há alimentos específicos que impeçam seus filhos de resfriados ou gripes, mas você deve garantir que a dieta de seu filho seja rica e saudável, o que é essencial para desenvolver um sistema imunológico forte.

  •  Amamentar seu bebê.

O leite materno contém anticorpos que aumentam a imunidade e células brancas do sangue. Estudos mostram que também pode aumentar o poder do cérebro do bebê e ajudar a protegê-lo contra o diabetes insulino-dependente, a doença de Crohn, a colite e certas formas de câncer. O colostro, é especialmente rico em anticorpos que combatem doenças.

  • Atividade Física

Pesquisas mostram que o exercício aumenta o número de células de defesa em adultos e a atividade regular pode beneficiar crianças da mesma maneira. Para que seus filhos tenham naturalmente o hábito de exercitar ao longo da vida, seja um bom modelo. “Exercite-se com eles em vez de apenas incentivá-los a sair e brincar”, diz Renee Stucky, Ph.D., professora assistente clínica de medicina física e reabilitação da Universidade de Missouri Medical School.  A prática regular de exercícios propicia também o desenvolvimento da musculatura e esqueleto da criança. Sem contar que ajudam a controlar o peso e a reduzir o colesterol. Mas é preciso que o seu filho sinta prazer na atividade escolhida, e que seja feita de forma moderada. O bom senso é sempre a melhor medida.

  • Não pressione seu pediatra.

Incentivar seu pediatra a prescrever um antibiótico sempre que seu filho tiver resfriado, gripe ou dor de garganta é uma má ideia. Estudos mostram, no entanto, que muitos pediatras prescrevem antibióticos de forma um tanto relutante ao pedido de pais que erroneamente acham que a criança não pode sentir dor. Na verdade, pode. Cepas de bactérias resistentes a antibióticos têm florescido como resultado, e uma simples infecção no ouvido é mais difícil de curar se for causada por bactérias teimosas que não respondem ao tratamento padrão. Sempre que o pediatra do seu filho quiser prescrever um antibiótico, certifique-se de que ele não o esteja prescrevendo apenas porque pensa que o quer.

  • Tome um pouco de sol.

A luz solar ativa a produção de vitamina D da pele. No verão, uma exposição de 10 a 15 minutos (sem protetor solar) é suficiente. Níveis baixos de vitamina D correlacionam-se com um risco maior de infecção respiratória. Um estudo de 2010 em crianças mostrou que 1.200 UI por dia de suplementação de vitamina D reduziu o risco de influenza A.

Procure sempre o conselho direto de seu próprio médico em relação a qualquer dúvida que você possa ter em relação à sua própria saúde ou à saúde de seus filhos.

Anúncios

Autor: mamaeraiz

41 anos. Casada. Mãe de duas meninas. Formada em Zootecnia, já fui Pesquisadora, Secretária Executiva, Escritora, Proprietária de Franquia, Artesã e hoje Mãe e Dona de Casa. Adoro viajar em família, cozinhar e praticar CrossFit. Tento levar minha vida de forma leve, cada dia aprendendo mais e vendo o lado positivo da maternidade. Tentando descobrir novos caminhos e possibilidades, que a vida de uma mulher que resolveu abrir mão de trabalhar fora e abraçar integralmente sua família, pode trazer!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s